II.III Organização social do território das metrópoles e reprodução das desigualdades

Esta sublinha desdobra-se em dois projetos, cada qual com seus produtos e metas quantitativas e qualitativas, conforme abaixo.

a) Organização Social do Território e Desigualdades de Bem-Estar Urbano. 1980/2010

O objetivo é analisar a relação entre a divisão social do espaço e as desigualdades quanto ao acesso aos serviços, às condições de moradia e à exposição a danos ou a riscos de natureza ambiental. Para os indicadores de acesso aos serviços urbanos e de condições de moradia serão utilizados dados dos censos demográficos. Para os indicadores de exposição a danos ou a riscos ambientais, serão utilizadas fontes secundárias disponibilizadas em nível local pelos órgãos de controle ambiental. A compatibilização destes indicadores com os dados do Censo será feita através do geoprocessamento, adaptando as unidades espaciais utilizadas por cada base de dados às possibilidades de cruzamento das informações. Para a espacialização dos dados ambientais serão utilizadas ferramentas de análise espacial, como as técnicas de interpolação e criação de espoletas, cluster etc.

Os indicadores a serem utilizados compreendem, entre outros: (i) Acesso ao saneamento: abastecimento de água adequado; coleta de esgoto adequada; coleta de lixo adequada; (ii) condições de moradia: adensamento domiciliar; condição de propriedade do imóvel e do terreno; moradia em aglomerado subnormal; déficit habitacional; (iii) Desigualdade e risco ambiental: poluição atmosférica; poluição hídrica; situações de risco a deslizamento de encostas ou a enchentes; poluição industrial; situação de risco à exposição a resíduos de caráter tóxico; situação de risco a exposição a resíduos domiciliares em lixões e assemelhados.

Responsável: Heloísa Soares de Moura Costa – IGC – UFMG

Equipe: Luiz Renato Pequeno (UFC), Matilde de Souza (MG), Juliano Ximenes Ponte (IPPUR - doutorando) e Maria Clélia Lustosa Costa (UFC); Kainara dos Anjos (UFPE - doutoranda), Eugênio Carvalho (UFPE - doutorando), Alexandre Ramos (FASE-PE), Anselmo César (UFPE - doutorando), Amanda Florêncio(UFPE).

b) Organização Social Território e Desigualdades de Oportunidades Educativas

As duas pesquisas que compõem este projeto têm como tema o impacto da segregação residencial sobre oportunidades educacionais. A primeira - Escola e o efeito-vizinhança: o impacto da segregação residencial sobre o desempenhoescolar de alunos do ensino fundamental - trata do “efeito-vizinhança” ou impacto da divisão social do território a partir da demanda da educação. Isto é, concentra-se na explicação do efeito da vizinhança sobre os resultados escolares dos alunos a partir de mecanismos de socialização. Já a segunda - Políticas educacionais e segregação residencial: efeitos sobre a estratificação das escolas de ensino fundamental e médio - concentra-se na oferta da educação, isto é, trata do efeito da segregação residencial e de políticas educacionais sobre a estratificação das escolas.
Propomos no primeiro projeto responder às seguintes perguntas: (i) a segregação residencial característica dos aglomerados urbanos metropolitanos exerce impacto sobre resultados escolares, controlando pelo efeito da família e da escola? (ii) que mecanismos do efeito-vizinhança podem ser observados no contexto brasileiro? (iii) os diferentes modelos de segregação dessas cidades implicam em diferentes impactos sobre resultados escolares?

Responsáveis: Luiz César de Queiroz Ribeiro – IPPUR/UFRJ e Maria Josefina Gabriel Sant’Anna (UERJ)

Equipe: Mariane Koslinski – IPPUR/UFRJ, Fátima Alves – PUC/Rio, Alicia Bonimino – PUC/Rio.

O laboratório da Coordenação Nacional da Rede INCT Observatório das Metrópoles está temporariamente fechado, por conta do incêndio ocorrido, no começo de outubro, no Prédio da Reitoria da UFRJ.

Pedimos que os contatos sejam realizados pelos seguintes e-mails:

Elizabeth Alves
beth@observatoriodasmetropoles.net

Assuntos administrativos

Karol de Souza
karol@observatoriodasmetropoles.net

Assessoria de Comunicação

Breno Procópio
comunicacao@observatoriodasmetropoles.net

Assuntos Acadêmicos

Juciano Rodrigues
juciano@observatoriodasmetropoles.net